Início / Variedades / Cirquinho do Revira realiza turnê estadual em comemoração aos 20 anos de Grupo

Cirquinho do Revira realiza turnê estadual em comemoração aos 20 anos de Grupo


Por Michelle Veiga

Data: 09/07/2018

O Grupo de Teatro Cirquinho do Revirado, de Criciúma, inicia hoje (06/07), no município de Descanso, uma turnê estadual, em comemoração aos 20 anos de história do grupo. No total serão seis mesorregiões de Santa Catarina, totalizando 30 cidades, com três peças do repertório: Amor por Anexins, O Sonho de Natanael e Júlia.

Os espetáculos serão gratuitos para a população. O projeto de circulação foi um dos contemplados no Edital Elisabete Anderle de 2017, do Governo do Estado de Santa Catarina e Fundação Catarinense de Cultura (FCC).

A primeira jornada será nas cidades de Descanso, Pinhalzinho, Itá, Ponte Serrada e Treze Tilias, entre 06 e 14 de julho. Já a segunda jornada será de 15 a 19 de julho nas cidades de Porto União, Canoinhas, Rio Negrinho, São Bento do Sul e São Francisco do Sul. As outras quatro jornadas estão sendo agendadas pela produção.

Sinopse: O Sonho de Natanael

O sonho de Natanael conta a história de um menino pobre, engraxate, que sonha em mudar de vida e principalmente em ter uma escola. Todos esses sonhos saem de dentro de um baú. O espetáculo é conduzido por dois contadores, que usam objetos para ilustrar a história. A sonoplastia e as músicas são feitas toda ao vivo, trazendo cantigas de roda, cirandas, toadas, e muitas brincadeiras que fazem parte do imaginário coletivo.

Sinopse: Amor por Anexins

Três atores, com figurinos de época e pernas-de-pau contam a história do velho asqueroso solteirão Isaías, que tenta conquistar a viúva costureira Inês através de anexins (ditados populares e provérbios). Desiludida com o ex-noivo, que rompe o compromisso por carta depois de encontrar outra mulher em melhor situação financeira, ela resolve enfrentar o velho rabugento também por conta do dinheiro. Para que Isaías ganhe a mão de Inês, ele é desafiado a não falar Anexins durante meia hora. A história é costurada pelo mestre de pista, papel criado para abrir e fechar a peça, fazer a sonoplastia e a contra regragem cênica.

 

Sinopse: Julia (circulará nas próximas jornadas)

Júlia, uma mulher das ruas, vem chegando. Palheta, seu fiel escudeiro, é quem a conduz. Na bagagem, coisas do mundo, coisas da vida, tantas coisas. Entre realidade e ilusão há uma linha muito tênue, onde uma mulher sem pernas seria capaz de rodopiar. Esta dupla errante gira o mundo ou é o mundo quem os gira? Excluídos pelos excluídos, dizendo-se donos dos restos de um circo incendiado, Júlia e Palheta "se viram". Não é fácil ter pernas!




criciúma , Cultura , peça , teatro




COMPARTILHE:









Fone: (48) 3461.0700
WhatsApp: (48) 9 8844.0221

2017 © | By conceito virtual