Início / jornalismo / Fila de espera por consultas, exames e procedimentos divide opiniões







Fila de espera por consultas, exames e procedimentos divide opiniões

Vereador Paulo Ferrarezi detalhou, em entrevista à Rádio Difusora, o que havia detalhado durante a semana na Câmara de Vereadores. Afirma que tem gente morrendo na fila de espera por procedimentos de Saúde em Criciúma.

"Vamos cobrar do prefeito e da secretária uma solução. Como está não pode ficar. Governo garante que não falta dinheiro. Então precisamos identificar o problema", conta.

Por outro lado, a secretária de Saúde de Criciúma, Francielle Gava, nega que exista quatro anos de espera por especialistas em Criciúma. Segundo ela, o sistema Sisreg está gerando uma previsão de atendimento de forma equivocada. "É um sistema do Governo Federal e que não podemos intervir. Não há essa espera", garante.

Segundo ela, a maior espera é nas chamadas doenças crônicas. "Pacientes que precisam de acompanhamento continuo geralmente enfrentam uma dificuldade maior. Mas é preciso dizer que continuamos com 30% dos pacientes faltando as consultas. Ai eles não podem ser retirados e vão para o final da fila. Isso é que gera a espera, mas na maioria das especialidades a oferta é maior que a demanda", explica.







COMPARTILHE:






Mais Lidas