Início / jornalismo / Alunos içarenses aprendem sobre violência de gênero com projeto da OAB







Alunos içarenses aprendem sobre violência de gênero com projeto da OAB


Por Michelle Veiga
17/07/2019 09:16:08


Para compreender e refletir sobre essas estatísticas que envolvem a violência de gênero no país e no estado, alunos dos 8º e 9º anos da Rede Municipal de Içara, estão participando do projeto “OAB vai às escolas”, que este ano tem a temática como guia.

De acordo com a secretária de Educação, Ciência e Tecnologia Gerusa Bolsoni, a temática “Quebrando o silêncio” está sendo utilizada pela entidade para nortear as ações e conscientizar os jovens. “O projeto tem por objetivo levar conhecimento para as crianças e adolescentes, de forma que eles possam exercer plenamente seus direitos e deveres de cidadão, dessa forma ajudarão e combater a violência contra mulher dentro de seus lares, na escola e na sua cidade. É uma atitude louvável e que merece nossos sinceros agradecimentos”, destacou.

“A violência contra o gênero cresce a cada dia. Conversar com crianças sobre o assunto é tentar alertá-las que o que vários adultos fazem é errado, que há meios legais de denúncia, que a lei está aí para ajudar estas mulheres e famílias que sofrem estas agressões. É também tentar desmistificar crenças que mulheres não podem ocupar determinados papéis que os homens ocupam, tentando auxiliar estas crianças a ter pensamentos e atitudes éticas e coerentes, respeitando as mulheres e as demais pessoas, para termos realmente uma sociedade justa e igualitária”, explica a advogada e presidente da comissão OAB vai à Escola, Carla Vieira Souza.

Além das visitas na sede da OAB em Criciúma, o tema também será abordado em sala de aula a partir de leituras de notícias jornalísticas locais e dados históricos e estatísticos acerca do tema. “Os alunos também responderão um questionário sobre o tema e trabalharão estatística na aula de informática. Eles também participarão ao longo do segundo semestre de um concurso de redação sobre o assunto”, completou a secretária. A premiação das melhores redações será realizada em outubro na OAB.






COMPARTILHE:






Mais Lidas