Início / jornalismo / Correios anunciam reajuste de 8,03% para serviços de Sedex e PAC







Correios anunciam reajuste de 8,03% para serviços de Sedex e PAC


Por Michelle Veiga
05/02/2019 07:46:49


Os Correios anunciaram que os serviços de Sedex e PAC irão sofrer reajuste médio de 8,03% a partir do mês que vem. A alta dos reajustes pode variar de acordo com as regiões. Isso porque, segundo a empresa, os custos de operação são distintos e variam de acordo com a localidade.

Segundo os Correios, o reajuste é próximo à variação do Índice Geral de Preços-Mercado de 2018, que foi de 7,54%. No ano passado, quando a inflação ficou próxima dos 3%, as tarifas de Sedex e PAC tiveram aumento que variou de 8% a 51%.

De acordo com os Correios, desta vez, os preços podem cair até 4% para o PAC em contratos de varejo, no caso dos clientes que realizarem a pré-postagem de forma eletrônica. Para manter a baixa no preço do transporte das encomendas, as micro e pequenas empresas podem contratar o pacote básico através da internet. O modelo oferece preços mais competitivos em relação aos praticados na modalidade de pagamento à vista, além de permitir faturamento das postagens e não possuir cobrança de valor mínimo mensal. Os Correios também anunciaram a volta do pacote de serviços Encomenda 1, que estava suspensa desde o ano passado. O modelo possui uma cobrança mínima mensal de R$ 1 mil em consumo de serviços de encomendas. Quem não atingir esse valor, pode optar pelo pacote básico que isenta a cobrança de cota mínima. Reportagem, Paulo Henrique Gomes

De acordo com os Correios, desta vez, os preços podem cair até 4% para o PAC em contratos de varejo, no caso dos clientes que realizarem a pré-postagem de forma eletrônica.

Para manter a baixa no preço do transporte das encomendas, as micro e pequenas empresas podem contratar o pacote básico através da internet. O modelo oferece preços mais competitivos em relação aos praticados na modalidade de pagamento à vista, além de permitir faturamento das postagens e não possuir cobrança de valor mínimo mensal.

Os Correios também anunciaram a volta do pacote de serviços Encomenda 1, que estava suspensa desde o ano passado. O modelo possui uma cobrança mínima mensal de R$ 1 mil em consumo de serviços de encomendas. Quem não atingir esse valor, pode optar pelo pacote básico que isenta a cobrança de cota mínima.


Reportagem, Paulo Henrique Gomes







COMPARTILHE:






Mais Lidas