Início / jornalismo / Criciúma ganha projeto para capacitar professora para a era digital







Criciúma ganha projeto para capacitar professora para a era digital


Por Michelle Veiga
01/09/2017 14:39:31


A prefeitura Municipal de Criciúma e o Instituto NET Claro Embratel realizaram nesta sexta-feira (01), no Instituto Federal de Santa Catarina - IFSC , o lançamento do programa [email protected] em Criciúma, que forma e capacita os professores para o uso de tecnologias digitais em sala de aula e que resultam em novas formas de ensinar e aprender.

A iniciativa integra uma série de projetos da área de responsabilidade social das operadoras e também prevê a doação de pontos de internet banda larga e TV por assinatura para as escolas da rede municipal da cidade, que serão instalados conforme viabilidade técnica de cada endereço.

O [email protected] conta com a parceria técnica do Instituto Crescer e da Secretaria de Educação do Município. Com início no dia 1° de setembro, o curso para os educadores é realizado à distância e composto por quatro encontros presenciais de oito horas.

Neste projeto, mais de 60 professores terão a oportunidade de aprender a utilizar tecnologias digitais em práticas pedagógicas, incluindo apresentações de slides e materiais para blogs, totalizando uma carga horária de 80 horas (32h presenciais, 4h de palestras e 44h de interações online).

Além do [email protected], o Instituto NET Claro Embratel possui outras iniciativas como Campus Mobile, Programa Dupla Escola, Naves do Conhecimento entre outros, que podem ser encontrados no Relatório Social de 2016 do Instituto: https://www.institutoclaro.org.br/relatorio2016/index.html.

O [email protected] é embasado nos 4 pilares da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura): aprender a aprender, aprender a fazer, aprender a conviver e aprender a ser. Com abrangência nacional, o projeto está presente em 36 cidades e em 13 Estados. Entre os anos de 2011 e 2016, beneficiou mais de 1.140 escolas, 1.400 professores e 38.000 alunos.






COMPARTILHE:






Mais Lidas